As Nossas Hortas Bio

Edição 2020/21

Colégio Marista de Carcavelos (Cascais)

A Nossa Horta Bio

Horta grande (superior a 50m²)

horta em janeiro

saber mais sobre a nossa horta bio

questionário

1. Há quanto tempo existe uma horta na escola?

4 anos

2. Área aproximada da horta (m²):

500 m2

3. Quem trata da horta?

3.1. N.º de professores envolvidos:

9

3.2. Disciplinas que mais participam na dinâmica da horta:

1º, 2º, 3º anos do 1ºCiclo; grupo de alunos do 2ºCiclo (não no âmbito de uma disciplina específica); Ciências Naturais

3.3. N.º de alunos envolvidos:

187

3.4. N.º de funcionários da Escola envolvidos:

24

4. As famílias são envolvidas?

4.1. Como e com que frequência?

Sempre que possível, os alunos levam os produtos para casa, para serem consumidos com as famílias.
Algumas famílias de funcionários usufruem de alguns talhões, onde cultivam os seus produtos.

5. Apresentar exemplos do impacto da horta na comunidade e nos alunos:

Compreensão da importância dos elementos solo e água no cultivo de produtos alimentares.
Compreensão da do ciclo de vida de algumas espécies vegetais.
Aplicação de técnicas agrícolas tradicionais, associadas a outras mais contemporâneas.
Partilha dos produtos agrícolas com a comunidade.
Perceção da importância da interação animal e vegetal no processo agrícola.

6. Como é organizada a manutenção da horta e a repartição de tarefas?

Na horta existem diversos talhões, distribuídos por grupos de alunos e professores, consoante os objetivos. Assim, todos se organizam por forma a manter os talhões cultivados. Uma vez que existe essa distribuição, cada grupo é responsável pela manutenção do respetivo talhão, designadamente pela execução das tarefas necessárias (preparação do solo, fertilização, escolha das variedades de cultivo, etc.

7. Como é feita a preparação do solo?

A mobilização inicial do solo (geralmente depois do verão) é feita de duas formas:
- nos talhões mais pequenos, de forma manual, recorrendo a instrumentos agrícolas, tais como a enxada e o farpão;
- os talhões de maiores dimensões são mobilizados recorrendo a um motocultivador.

Depois desta mobilização inicial, e no decorrer dos meses seguintes, todas as mobilizações que vão sendo feitas são essencialmente manuais.

Os resíduos resultantes da limpeza do solo são aproveitados para o compostor, que existe no espaço.

Quanto à fertilização do solo, passo fundamental na obtenção de produtos de qualidade, esta é exclusivamente orgânica, com origem nos seguintes produtos:
- resíduos orgânicos obtidos na componente animal existente na quinta;
- resíduos orgânicos gentilmente cedidos pela Junta de Freguesia;
- resíduos orgânicos obtidos no compostor existente na quinta.

8. É feita compostagem?

8.1. Se sim, como e com que materiais?

Os materiais utilizados no compostor são essencialmente os resíduos obtidos na limpeza dos diferentes talhões, ao longo do ano letivo. Todos os passos essenciais do processo são executados, por forma a que este decorra da melhor forma.

9. Quais as culturas / consociações instaladas?

Alfaces e cebolas
Couves de diversas variedades
Alho francês
Ervilhas
Favas
Ervas aromáticas
Nabos
Alhos
Milho, abóbora e feijão
Curgetes

10. Apresentar um desenho/croqui da horta:

11. É feita recolha da água da chuva?

11.1. Como é feita a gestão da rega?

A rega realiza-se essencialmente a partir de água da chuva, quer quando cai naturalmente, quer a que é recolhida em depósitos existentes no local para o efeito.
Quando não é possível, recorre-se a água da rede.

Em ambos os casos, há sempre a preocupação de regar durante as horas de menor calor, principalmente no final do dia.

Salvaguarda-se a importância de realizar este processo, essencial para o desenvolvimento vegetal, como os alunos. Desta forma, a rega decorre durante horas do horário letivo. Mas há a preocupação no uso do regador, por forma a evitar ao máximo o desperdício deste recurso.

12. Monitorização de pragas e doenças:

12.1. É feita monitorização de pragas e doenças? Como e com que frequência?

A monitorização de pragas é feita manualmente e recorrendo à observação direta das culturas.

12.2. Houve ataques de pragas e/ou doenças?

12.3. Se sim, quais e como foram combatidas?

Luta biológica: existência de plantas ornamentais, auxiliares das culturas, que atraem insetos que, para além de promoverem a polinização, se alimentam de algumas pragas, nomeadamente os famosos pulgões.

Luta química: existência esporádica de armadilhas para insetos inimigos das culturas.

Recorre-se ainda a cinzas e borras de café, que, para além de fertilizantes naturais, impedem o ataque de pequenos moluscos (caracóis, lesmas) às culturas mais suscetíveis.

13. Existem animais de criação ligados à horta?

13.1. Se sim, que espécies?

Burra
Galinhas de várias raças, nomeadamente algumas raças portuguesas
Patos
Porcos da Índia
Coelhos
Gata

14. Assinale outras atividades que se realizam em torno da horta:

Feira na escola
Feira na comunidade
Confecção de sopas e outros pratos
Concursos
Aulas na horta
Outra

Outra, qual?

14.1. Das que assinalou, descreva até três que considera mais significativas, referindo para cada uma o número de vezes que se realizou durante o ano, número de pessoas envolvidas, tipo de participação dos alunos, impacto na comunidade e outros aspetos relevantes:

Atividade 1:

Descrição:

Feira da Escola

Fotografias:

Atividade 2:

Descrição:

Aulas na Horta

Fotografias:

Atividade 3:

Descrição:

Confeção de sopas

Fotografias:

15. Outros aspetos de realce da horta:

15.1. Link para a página da horta: