Os Insetos da Horta

Escola EB1/JI Sintra (Sintra)

Desafio: "Os Insetos da Horta"

Registo Fotográfico:

Insetos Benéficos/Auxiliares:

Espécie 1:
BORBOLETA (espécie ilustrada: Melitaea didyma) - As borboletas são importantes polinizadoras nas hortas, voando de flor em flor para obter o néctar de que se alimentam. Além disso, por serem muito sensíveis às alterações climatéricas, são também indicadoras da qualidade dos habitats e da perda de biodiversidade.

Espécie 2:
LOUVA-A-DEUS (Mantodea, espécie ilustrada: Mantis religiosa) - O louva-a-deus tem um apetite voraz e comem de tudo na horta: moscas, formigas, traças, grilos, afídios ou gafanhotos - alguns dos insetos que atacam as culturas nas hortas.

Espécie 3:
ESCARAVELHO-DA-TERRA - Os escaravelhos deste tipo vivem no solo e a sua ação limita-se em termos físicos a esta zona da horta. Alimentam-se de muitos insetos prejudiciais para os vegetais da horta, como lagartas das couves, lagartas do milho, roscas, lesmas e até mesmo outros escaravelhos, como o dos espargos e da batata. Também comem por vezes minhocas... mas no geral considera-se que as vantagens de o ter por perto são maiores do que este pequeno pormenor.

Insetos Prejudiciais:

Espécie 1:
LAGARTA DA COUVE (espécie ilustrada larva de Pieris brassicae) - As lagartas da couve são as larvas da borboleta branca Pieris Brassica, que deposita dezenas de ovos na página inferior das folhas de couve. Assim que eclodem, as lagartas vorazes começam a comer as folhas e causam danos consideráveis nas culturas.

Espécie 2:
LESMA - Apesar de não ser um inseto mas sim um molusco gastrópode (sub-ordem Stylommatophora) decidimos ilustrar a lesma pela importância que tem nas hortas pelos danos que causa, à semelhança das lagartas das couves, nos vegetais de folha como alfaces e couves. As lesmas têm uma ação particularmente devastadora nas plantas jovens que mal germinam são prontamente devoradas por elas.

Espécie 3:
ROSCA (espécie ilustrada: larva da família Noctuidea) - As larvas de traças são muito resistentes ao frio e desenvolvem-se logo abaixo da superfície do solo onde as raízes jovens se estão a desenvolver, causando a morte da planta. A traça deposita os ovos no solo junto a uma planta para que a larva se possa alimentar logo que nasça. Também causam danos em vegetais que são raízes, como cenouras. A colocação de rede mosquiteira assim que se planta pode ajudar a evitar a postura dos ovos.

Memória descritiva:
Neste trabalho houve vontade de fugir dos auxiliares mais comuns (a abelha como polinizadora, a joaninha...) e também dos insetos prejudiciais mais comuns. A investigação levou à descoberta de outros seres da horta mais desconhecidos pelas suas capacidades auxiliares ou pelo contrário destrutivas. A consulta de livros e a pesquisa online serviram para aprender e para encontrar inspiração para os desenhos.
Livro: "O grande livro dos insetos", de Yuval Zommer
Sites: academia.cienciaviva.pt, hortasbiologicas.pt, cienciaviva.pt (Desafio Polinizadores em Ação)