Os Insetos da Horta

Escola EB 2,3 D. Pedro I (Alcobaça)

Desafio: "Os Insetos da Horta"

Registo Fotográfico:

Insetos Benéficos/Auxiliares:

Espécie 1:
Abelha-europeia - Apis Melifera - criada em larga escala para a produção de mel, própolis, geleia real e veneno.
As abelhas desempenham um papel importantíssimo na polinização, tanto ecologicamente como comercialmente, isto porque o declínio em abelhas selvagens aumentou o valor da polinização por colmeias, geridas comercialmente, de abelhas melíferas.

Espécie 2:
Mosca polinizadora - mosca da família Syrphidae.
Os sirfídeos também conhecidos como moscas-das-flores têm vários tipos de alimentação, consoante a espécie: uns são saprófitas, alimentando-se de plantas e animais em decomposição, ou em locais alagadiços; outras são insectívoras, tomando como presas afídios, tripes e outros insetos que parasitam e sugam a seiva das plantas. Por esta razão, os sirfídeos são reconhecidos como um importante meio ecológico de controlo de pragas na agricultura.

Espécie 3:
Besouro, cujo nome científico é Coleoptera. Desempenha um papel importante no processo de polinização.
Os coleópteros fazem a polinização em diversos cultivos enquanto se reproduzem nas flores ou se alimentam de partes delas. Estes insetos estão presentes em várias espécies de plantas cultivadas, como por exemplo no cultivo de abóbora, melancia, quiabo e muitas outras com grande apelo económico – como é o caso do açaí e do babaçu.

Insetos Prejudiciais:

Espécie 1:
Pulgão verde – Myzus persicae – provoca danos diretos e indiretos na cultura.
Os danos diretos são provocados devido à sucção contínua de seiva, que prejudica o crescimento da planta atacada, causando o encarquilhamento das folhas.
Os danos indiretos ocorrem com a picada do inseto, que favorece a inoculação de vírus causadores de moléstias.

Espécie 2:
Cochonilha, cujo nome científico é Dactylopius coccus. Surge em pequenas bolinhas brancas, tipo algodão, nos caules e junto às folhas, propagando-se a toda a planta, inclusive debaixo das folhas. As folhas começam a apresentar manchas e a murchar, a planta começa a perder o seu vigor e em casos extremos pode mesmo morrer.
A cochonilha é um bichinho pequeno, mede cerca de 3,5mm mas pode provocar grandes danos. Ao sugar a seiva à planta a cochonilha está a roubar os nutrientes de que a planta necessita para se alimentar, diminuindo a sua capacidade fotossintética.

Espécie 3:
Aranhiço Vermelhos, de nome científico Tetranychidae. Estes aranhiços são pequenos ácaros, pragas que sugam a seiva de plantas e difíceis de serem combatidos.
Eles prendem-se à parte inferior de folhas de várias plantas, retirando os nutrientes e fazendo, em muitos casos, com que as folhas sequem e morram.

Memória descritiva:
O trabalho de pesquisa e a ilustração dos desenhos foram feitos com consultas nos sites da net para recolher informação pois tinha interesse em saber mais sobre a importância da polinização para a agricultura e biodiversidade.
Como a sociedade está cada vez mais industrializada, respeitar o meio ambiente é muito importante, assim como melhorar a qualidade de vida, e para isso deve-se valorizar e incentivar a cultura da horta biológica.
Uma das bases da agricultura biológica é a biodiversidade de plantas e de espécies. E os insetos desempenham funções muito particulares: uns são polinizadores, têm a função de polinizar, ou seja, são responsáveis pela transferência de pólen das anteras de uma flor masculina para o estigma de flores femininas e a consequência esperada é a produção de sementes férteis; outros são auxiliares e têm como função principal ajudar a controlar as populações de pragas. Outros são prejudiciais. Assim, fiquei a saber mais sobre as vantagens e desvantagens de cada espécie na horta.