Os Insetos da Horta

Centro Escolar de Vilar de Mouros (Caminha)

Desafio: "Os Insetos da Horta"

Registo Fotográfico:

Insetos Benéficos/Auxiliares:

Espécie 1:
Abelha
As abelhas são essenciais para o planeta e o equilíbrio do ecossistema. Elas polinizam plantações de legumes, grãos e frutas, o que é indispensável, já que através dela cerca de 80% das plantas se reproduzem.
Estes insetos afetam a vida humana diariamente sem que ninguém perceba. Dois terços, aproximadamente, de alimentos ingeridos são produzidos pela ajuda da polinização das abelhas.
O que podemos fazer para evitar a sua extinção?
1º evitar o uso de pesticidas;
2º adoptar um estilo de vida menos poluente e mais ecológico, para preservar o ecossistema;
3º plantar em variedade espécies de flores e árvores para elas se alimentarem;

Espécie 2:
Joaninha
As joaninhas são insectos muito importantes para o equilíbrio do ecossistema, uma vez que é uma caçadora exímia de pulgões, piolhos e ácaros, potenciais pragas para as nossas hortas, agindo assim como um regulador da biodiversidade.
O que podemos fazer para evitar a sua extinção?
1º evitar o uso de pesticidas;
2º adoptar um estilo de vida menos poluente e mais ecológico, para preservar o ecossistema;
3º plantar em variedade coentros, funcho, cominhos, dente de leão ou cenouras.

Espécie 3:
Borboleta
As borboletas têm um papel fundamental na polinização e a sua presença ou ausência em determinadas áreas pode indicar a qualidade do meio ambiente.
As borboletas contribuem para a restauração de um ecossistema, pois são também uma fonte de alimento para outros predadores.
Um aumento na população de borboletas pode indicar uma ampliação na diversidade de plantas e outros grupos polinizadores nas áreas restauradas.
O que podemos fazer para evitar a sua extinção?
1º evitar o uso de pesticidas;
2º adoptar um estilo de vida menos poluente e mais ecológico, para preservar o ecossistema.

Insetos Prejudiciais:

Espécie 1:
Caracol
Os caracóis são essencialmente herbívoros pois comem verduras como a couve e a alface, frutos carnosos como a melancia, banana e maçã e ração rica em cálcio. São animais de hábitos noturnos e vorazes, pois comem uma grande quantidade de alimentos, daí poderem ser considerados uma praga, quando encontrados em grande número.
Como os afastar da horta:
1º Remédios caseiros;
2º Bioquímicos;
3º Barreiras abrasivas.

Espécie 2:
Lagarta
Geralmente, as lagartas alimentam-se vorazmente e podem e podem provocar danos graves na nossa horta. Algumas alimentam-se de folhas de plantas e podem mesmo constituir uma praga nas culturas e jardins. Outras desenvolvem-se dentro de frutos em maturação – a mãe coloca os ovos dentro do ovário da flor e a larva alimenta-se do pericarpo ou mesmo da semente.
Ao produzirem matéria fecal, por vezes mancham as folhas.
Como os afastar da horta:
1º Remédios caseiros;
2º Bioquímicos;
3º Repelentes.

Espécie 3:
Pulgão verde
Os pulgões são insetos diminutos que se alimentam da seiva de plantas. Cerca de 250 espécies constituem sérias pragas para a agricultura, floresta e jardinagem ao sugarem a seiva das plantas e servindo como vetor de transmissão de vírus.
Os pulgões produzem também um fungo, o qual impede que as plantas realizem a fotossíntese.
Como os afastar da horta:
1º Remédios caseiros;
2º plantar em variedade manjericão, sálvia, coentros, alho ou por exemplo lavanda (são repelidos pelo cheiro das plantas).

Memória descritiva:
Este desafio foi proposto às famílias nesta altura de pandemia. Apenas algumas famílias aderiram, pelo que foi necessário escolher em grupo as espécies que cada uma iria pesquisar/ilustrar, uma vez que eram pedidos seis insectos.
O regulamento do desafio foi partilhado com as famílias, mas nem todos realizaram o trabalho da mesma forma. Algumas famílias realizaram um trabalho mais completo tendo em conta o que era pedido, enquanto que outras limitaram-se à ilustração. A foto de cada trabalho foi enviado por email para o professor.
Para ilustrar alguns alunos basearam-se em livros e outros em imagens da internet. Os pais completaram com legendas.
O trabalho de pesquisa foi realizado, maioritariamente, através de pesquisa na internet, sites portugueses mas também brasileiros.