Os Insetos da Horta

Escola EB 2,3 Júlio Brandão (Vila Nova de Famalicão)

Desafio: "Os Insetos da Horta"

Registo Fotográfico:

Insetos Benéficos/Auxiliares:

Espécie 1:
Abelha – Anthophila
As abelhas, em busca do néctar das flores, atuam como polinizadores, transportando o pólen de uma planta para outra. Na horta ou jardim, as abelhas são muito importantes para a formação dos frutos dos hortícolas.

Espécie 2:
Joaninha – Coccinellidae
A maioria das joaninhas são excelentes predadores, alimentam-se de ovos e larvas de outros insetos. São, por isso, muito importantes nos jardins e hortas pois desempenham um papel regulador, agindo no controlo biológico, proporcionando, então, proteção à diversidade, contribuindo também para a fertilidade do solo.

Espécie 3:
Louva-a-Deus - Mantis religiosa
A sua utilidade na horta é reconhecida há muito tempo. Têm um apetite voraz e comem tudo que lhes passe pela frente, moscas, formigas, traças, grilos, afídios ou gafanhotos, aproveitando a sua capacidade de camuflagem. São, por isso, uma ajuda importante no controlo de pragas na horta.

Insetos Prejudiciais:

Espécie 1:
Lagarta da couve - Ascia monuste orseis
A lagarta da couve é um inseto voraz, que adora comer não somente a folha que lhe dá nome, mas também brócolos e rúculas. Estão numa fase que precisam de se alimentar muito para entrar em fase de pupa. Esta lagarta costuma devorar as hortaliças até o talo, deixando na horta um rastro de destruição.

Espécie 2:
Afídeo – Hemiptera
São insetos de 5mm de comprimento, de cores variadas, que atacam a seiva dos vegetais e deixam um líquido açucarado, o que pode atrair fungos e bactérias e formigas. Ou seja, uma praga pode ser um chamariz para outras! Deixam as folhas novas amarelas e enroladas, podendo levar à morte da planta.

Espécie 3:
Mosca branca – Bemisia tabaci
São insetos de 1 a 2mm de comprimento, de coloração branca a amarelada, que atacam uma diversidade de vegetais, como brócolos, pepinos, beringelas, pimentos e ainda são pragas de tomateiro. Elas causam murcha, queda de folhas e contribuem para a perda dos frutos. Assim como os pulgões, deixam substâncias açucaradas que atraem outras pragas. Estes insetos têm ação tóxica, sendo que os maiores prejuízos são devidos a transmissão de viroses. Para o feijoeiro é transmissor do vírus do mosaico dourado e do mosaico anão. São mais prejudiciais no período do florescimento.

Memória descritiva:
Para a realização desta atividade foi solicitado aos alunos que fizessem uma pesquisa sobre vários insetos que podem ser encontrados nas hortas. Depois foi pedido que os dividissem em prejudiciais e benéficos, tentando encontrar informações na internet ou livros que informassem sobre os benefícios para a horta ou prejuízos. Alguns alunos conversaram com os seus avós que transmitiram algumas experiências das suas hortas e falaram sobre as pragas mais vulgares.
Para realizarem as ilustrações, os alunos pesquisaram imagens da net e outros tiraram fotografias de alguns insetos nas suas plantações e fizeram o desenho a partir daí. As ilustrações apresentadas resultam da compilação de seis insetos desenhados por 5 alunos.