Espiral de Ervas Aromáticas

Escola Básica Roque Gameiro (antiga EB 2º e 3º ciclos Roque Gameiro) (Amadora)

Desafio: "Espiral de Ervas Aromáticas"

Descrição das vantagens da construção de uma espiral:
O formato em espiral é uma excelente opção para plantar ervas aromáticas. Esta opção propicia a criação de diversos microclimas num espaço pequeno. Assim é possível criar plantas com necessidades diferentes quanto à luz, água e nutrientes num só espaço. Este pequeno espaço, pode ser construído sem esforço e ter sempre ervas aromáticas, medicinais, fresquinhas sempre à mão.

Breve descrição das plantas selecionadas e motivo do respetivo posicionamento na espiral:
2. Organização das aromáticas a plantar:
• Base da espiral: O espaço junto do solo é mais húmida e tem mais sombra.
• As opções de plantação foram; manjericão, tomilho, coentros, hortelã, poejo e cavalinha.
• No meio da espiral: Tem mais luz que a base e é um pouco mais seco. É ideal para estragão, também se pode colocar neste espaço a cebolinha e a salsa.
• Na zona superior da espiral: Há muita luz e +e a zona mais seca. Aqui é o espaço ideal para as plantas mais resistentes, como alecrim, lavanda, alho, arruda, cebolinha, manjericão, melissa, pimenta e salsa.

Materiais de construção necessários e motivo da sua escolha:
1. A primeira preocupação da turma foi a reutilização de materiais existentes na escola, com ajuda dos funcionários foram encontrados tijolos de cimento, pedras. Resolveu-se ainda utilizar parte das cascas de palmeira, porque a parte da base da folha parece madeira e é muito resistente. Assim um funcionário cortou com serrote as folhas ao tamanho adequado.

Breve memória descritiva de como foi efectuado o trabalho:
3. Nas aulas de Educação Visual foi ensinada a construção da espira. Depois de explicadas as necessidades da criação de uma espiral, foram executados diversos esboços, tendo em consideração as necessidades das plantas a inserir.
4. Escolha do espaço exterior onde seria implementada a espiral., tendo em consideração a luz e o arejamento do local e um ponto de água perto para permitir a rega com mais facilidade. Ao mesmo tempo um lugar resguardado dos alunos menos atentos.
5. O terreno escolhido estava um pouco abandonado, pelo que foi limpo e tratado, também se nivelou um pouco.
6. Nesta fase já estavam os materiais a utilizar na construção recolhidos. Tais como tijolos, casca de palmeira, casca de pinheiro, pedras.
7. Também estavam a ser germinadas as sementes de diversas aromáticas a plantar.
8. Foi quando se teve de parar abruptamente a construção devido ao Covi19.