As Nossas Hortas Bio

Escola Básica Dr. Carlos Pinto Ferreira (Vila do Conde)

A Nossa Horta Bio

Horta pequena (até 50m²)

horta em janeiro

horta em março

saber mais sobre a nossa horta bio

questionário

1. Há quanto tempo existe uma horta na escola?

Cerca de 8 anos

2. Área aproximada da horta (m²):

45 metros quadrados

3. Quem trata da horta?

3.1. N.º de professores envolvidos:

3

3.2. Disciplinas que mais participam na dinâmica da horta:

Ciências Naturais

3.3. N.º de alunos envolvidos:

18

3.4. N.º de funcionários da Escola envolvidos:

1

4. As famílias são envolvidas?

4.1. Como e com que frequência?

Através do fornecimento de material desde plantas, sementes, luvas e outros instrumentos agrícolas.

5. Apresentar exemplos do impacto da horta na comunidade e nos alunos:

-O fornecimento do material nomeadamente: sementes, plantas, pás e luvas são cedidas pelos encarregados de educação.
-A LIPOR assim com a Junta de Freguesia da Junqueira disponibilizaram material para a construção de um recuperador de águas da chuva.
-Nas atividades iniciadas, os alunos dinamizadores, demonstraram interesse e participaram com empenho e entusiasmo
Reconhece-se que estas atividades permitem um contacto direto com a Natureza, estimulando uma aprendizagem ativa e uma melhor consciência ecológico para além dos benefícios proporcionados pelas mesmas na alimentação proporcionando assim um tipo de alimentação saudável com produtos biológicos.

6. Como é organizada a manutenção da horta e a repartição de tarefas?

O tema da horta é dar a conhecer aos alunos as plantas aromáticas. Os alunos interessado em participar são divididos em grupos e estabelece-se um calendário que é monitorizado nos seus tempos livres sob a orientação dos docentes responsáveis pela horta.
No 1º e 2ºperíodos para além de darmos a conhecer o projeto, os alunos procederam à pesquisa de conteúdos relacionados com a temática das ervas aromáticas, organizaram-se os grupos e distribuição de tarefas. Nestas "aulas" extracurriculares, os alunos investigam conhecimentos e técnicas de plantio, manejo do solo, cuidado com as plantas, assim como técnicas de proteção da estrutura do solo. Estes alunos sob a orientação dos docentes procederam à limpeza do terreno e à plantação de algumas ervas aromáticas nomeadamente, hortelã, salsa, cebolinho, tomilho e alfazema, algumas delas amavelmente cedidas pela LIPOR.

7. Como é feita a preparação do solo?

A limpeza é feita manualmente e a fertilização através de um composto que se encontra nos compostores

8. É feita compostagem?

8.1. Se sim, como e com que materiais?

Dos restos de folhas e flores dos jardins da escola e do pomar que se encontra contíguo à horta.

9. Quais as culturas / consociações instaladas?

Plantação de algumas ervas aromáticas nomeadamente, hortelã, salsa, cebolinho, tomilho e alfazema. Os intervenientes durante o mês de janeiro e uma parte de fevereiro não puderam dar continuidade ao projeto como estava programado, uma vez que as condições meteorológicas não o permitiram.
Uma vez que entramos a partir de 13 de março em período de confinamento não foi possível dar continuidade aos trabalhos.

10. Apresentar um desenho/croqui da horta:

11. É feita recolha da água da chuva?

11.1. Como é feita a gestão da rega?

Estamos a proceder à construção do recuperador de aguas da chuva

12. Monitorização de pragas e doenças:

12.1. É feita monitorização de pragas e doenças? Como e com que frequência?

Geralmente não temos. E se eventualmente acontecer recorreremos aos funcionários que tratam do jardim

12.2. Houve ataques de pragas e/ou doenças?

12.3. Se sim, quais e como foram combatidas?

13. Existem animais de criação ligados à horta?

13.1. Se sim, que espécies?

Há animais (patos, garnisés, periquitos, catatuas, tartarugas) na escola mas não estão ligadas à horta

14. Assinale outras atividades que se realizam em torno da horta:

Feira na escola
Feira na comunidade
Confecção de sopas e outros pratos
Concursos
Aulas na horta
Outra

Outra, qual?

14.1. Das que assinalou, descreva até três que considera mais significativas, referindo para cada uma o número de vezes que se realizou durante o ano, número de pessoas envolvidas, tipo de participação dos alunos, impacto na comunidade e outros aspetos relevantes:

Atividade 1:

Descrição:

Ao longo do ano os alunos do 6ºano desenvolveram um trabalho sobre o cultivo de algumas plantas aromáticas na horta da escola.
Estes alunos pretendem transmitir os conhecimentos adquiridos aos seus colegas do 4ºano através de uma “aula” de campo onde abordarão os temas da constituição da planta, modo de cultivo, os benefícios que a planta tem para a saúde.
Assim, no dia em Junho, a combinar os alunos do 4ºano da Junqueira deslocar-se-ão à escola sede e a partir de grupos previamente formados, estudarão as plantas: salsa, hortelã, alfazema, orégãos e coentro.

Devido ao estado de confinamento não é possível realizar esta atividade como tem ocorrida nos anos anteriores.

Fotografias:

Atividade 2:

Descrição:

ALMOÇO: Os alunos estavam organizados em grupos, apresentando cada um deles um prato confecionado, avaliado pelo júri nos seguintes itens: receita saudável, receita com sabor, receita com (re)utilização de sobras alimentares e qualidade do empratamento. A atividade que decorreu na cantina da escola, teve como objetivo reduzir a produção de resíduos alimentares e o combate ao desperdício alimentar. Desta forma, a ação centrou-se na sensibilização para a alteração de hábitos diários relacionados com a problemática, focando aspetos económicos, ambientais e de saúde associados.
Esta ação contribuiu para o enriquecimento de competências diversas, nomeadamente, boas práticas para um Consumo Sustentável, tornando a vida mais saudável.

Fotografias:

Atividade 3:

Descrição:

A dinamização esteve a cargo da LIPOR - Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto – entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos Resíduos Urbanos. A sessão teve início às 14.30h e desenrolou-se no Auditório da escola e no pátio exterior junto aos compostores.
O objetivo da atividade foi alertar a comunidade educativa para a importância da compostagem caseira e as vantagens da mesma para o ambiente, saúde pública e economia. Foram também abordados as diferentes fases da mesma, o funcionamento do compostor, os fatores que influenciam a qualidade de um composto nomeadamente, a temperatura, humidade e o ar. A compostagem promove a valorização de um produto natural e ambientalmente seguro (adubo orgânico) e tem impacto na reciclagem dos nutrientes do solo, evitando o uso de fertilizantes inorgânicos formados por compostos químicos não naturais.
Seguidamente, os participantes deslocaram-se a um dos compostores que se encontram no recinto exterior e puderam observar as diferentes fases por que passa um composto e como proceder para obter mais rapidamente um produto final.
A atividade contou com a adesão de um grande número de participantes, nomeadamente encarregados de educação, professores, funcionários administrativos e ainda um elemento exterior à comunidade educativa que mostrou interesse em participar e obteve autorização por parte da direção da escola.
No final da oficina todos os presentes foram agraciados com um compostor.

Fotografias:

15. Outros aspetos de realce da horta:

Sendo certo que, esta metodologia torna a aprendizagem entre pares mais significativa, revela-se como uma metodologia eficaz, tanto por envolver e motivar os alunos nas atividades educativas, como para promoverem uma maior consciencialização na preservação do ambiente, através da mudança individual de comportamentos, valores e atitudes. Neste projeto experimental os alunos puderam:
- Aplicar os conhecimentos adquiridos não só nas aulas de Ciências Naturais, como também, permite estimular a aprendizagem da matemática e de outras disciplinas;
- Promover espaços de debate e reflexão abertos a todos os alunos;
- Consciencializar os alunos para que levem para a vida ensinamentos ecológicos;
- Educar para a cidadania;
- Apoiar os parceiros técnicos no desenvolvimento do plano de ação;
- Influenciar nas escolhas alimentares, além de apresentar na prática as consequências, que ações do homem têm em relação ao meio ambiente.

15.1. Link para a página da horta: