As Nossas Hortas Bio

Escola Básica Vendas Novas n.º 1 (Vendas Novas)

A Nossa Horta Bio

Horta grande (superior a 50m²)

horta em janeiro

horta em março

horta em maio

saber mais sobre a nossa horta bio

questionário

1. Há quanto tempo existe uma horta na escola?

Teve inicio no ano letivo transato, existe horta pedagógica há quase dois anos.

2. Área aproximada da horta (m²):

1000 m2

3. Quem trata da horta?

3.1. N.º de professores envolvidos:

Este ano letivo estiveram envolvidos oito professores.

3.2. Disciplinas que mais participam na dinâmica da horta:

Ciências Naturais 2º e 3º ciclos, Cidadania e Desenvolvimento, Geografia, Físico - Química, Português.

3.3. N.º de alunos envolvidos:

220

3.4. N.º de funcionários da Escola envolvidos:

5

4. As famílias são envolvidas?

4.1. Como e com que frequência?

Através dos alunos alguns pais e encarregados de educação deram-nos sementes e até árvores (loureiros), uma família ajudou doando uma carrada de terra rica em composto orgânico e um fardo de palha de arroz para ser utilizado como resíduo castanho nos nossos compostores.
Quando realizamos a atividade de confeção de doce de abóbora da nossa horta (em novembro de 2019) tivemos o apoio e colaboração direta de algumas encarregadas de educação.
Previmos uma festa na Escola para comemoração do Dia Eco-Escola onde iríamos confecionar bombons de fisális e realizar um workshop relativo a sumos e batidos detox entre outros, com legumes da nossa horta mas infelizmente não foi possivel realizar pela situação relativa à pandemia (teria sido em abril, no Dia Mundial do nosso Planeta), ficou reprogramada para o próximo ano.
Nesta festa teríamos a colaboração de toda a comunidade educativa e de alguns encarregados de educação, estaria estado aberta à comunidade local.

5. Apresentar exemplos do impacto da horta na comunidade e nos alunos:

Nos alunos:
Criação de hábitos de colaboração em atividades e partilha tais como nas relacionadas diretamente com horta e no hábito de recolher e colocar diariamente os resíduos orgânicos nos compostores, resíduos produzidos da cozinha e bufete da Escola (existiu uma escala de serviço que integrou todas as turmas).
O aproveitamento da horta enquanto recurso educativo da Escola.
Na comunidade educativa em geral existiu interesse na horta, algum apoio. Quando os alunos deixaram de poder estar na Escola passou a partilhar-se os legumes e demais hortícolas produzidos. Foi e está a ser uma experiência muito interessante, todos entendem e preferem produtos sem agro tóxicos, algumas pessoas estão a transpor a experiência para as seus jardins e canteiros de casa, a de cultivar sem agro químicos e a de fazer compostagem.

6. Como é organizada a manutenção da horta e a repartição de tarefas?

Quase todos os dias alguém realizada atividades na horta pedagógica.
Até ao momento em que os alunos estiveram presentes, turmas integraram tarefas de manutenção, cultivo de horticulturas e de plantas aromáticas, fizeram recolha de hortícolas para a cozinha da Escola. As atividades foram sempre orientadas por professores.
Professores do Conselho Eco-Escola supervisionam e realizam atividades várias desde angariação de plantas a utensílios e realizam atividades de rega, cultivo, manutenção, entre outras.
Quando necessário foi e vai sendo solicitada colaboração de outros membros da comunidade educativa e até local como funcionários do nosso Eco parceiro Autarquia.

7. Como é feita a preparação do solo?

A horta é grande e por isso há sempre espaços a necessitar de limpeza de plantas espontâneas daninhas, que são arrancadas pela raiz.
Como já percebemos a relevância de algumas plantas espontâneas no desenvolvimento de hortícolas quer como suporte, proteção ou até vizinha favorável em termos de processos bioquímicos deixamos ficar algumas como camomilas, dente-de-leão, malvas entre outras.
No início do ano letivo solicitamos e foi-nos oferecido terra com bastante composto orgânico, para além do composto obtido da compostagem feita ao longo do ano transato, que incorporamos no solo dos canteiros antes de proceder ao cultivo dos hortícolas. temos o cuidado de não semear ou plantar as mesmas espécies do ano transato nos canteiros do corrente ano. Procedemos á cultura de planats que funcionam como adubo verde, usamos tremocilha, tremoço e fava.
Pesquisamos e perguntamos também a pessoas da comunidade que possuem culturas a altura do ano/mês propícia para termos hortícolas de época e cultivamos em conformidade com as regras da agricultura biológica, dando muita atenção a vizinhanças favoráveis entre espécies, não utilizamos nenhum agrotóxico e quando temos alguma invasão como aconteceu com caracóis e lesmas retiramos estes seres vivos e não os matamos, fomos e vamos colocá-los em zonas próximas da Escola mas sem culturas e com ervas de que gostam.

8. É feita compostagem?

8.1. Se sim, como e com que materiais?

Como resíduos verdes utilizamos os provenientes da cozinha e bufete da Escola, também os restos dos hortícolas da horta como folhas verdes de couves, repolhos, e outros que não são utilizados para confecionar refeições, alguns alunos vão colocar cascas de fruta dos lanches diretamente nos compostores, há quem traga restos de casa acima de tudo cascas de batata, de ovos,..., também a relva verde ou folhas verdes de árvores da Escola.
Como resíduos castanhos utilizamos sobretudo palha (que nos foi oferecida) e restos vegetais secos.

9. Quais as culturas / consociações instaladas?

Plantamos entre outras consociações faveiras com alhos; ervilheiras intercaladas com alhos e nalguns casos com bróculos; cebolas junto de alfaces e repolhos; tomateiros, cebolas e camomilas; cebolinho e cenouras; couves, alfaces junto de alecrim, beringelas e alfaces... morangueiros e rabanetes.

Neste momento possuímos em espaços amplos seis variedades de abóboras e em diversos pontos da horta semeamos girassóis, temos a trepar pela vedação entre as escolas framboeseiras, amoreiras, groselheira, fisális e chuchu.

A horta possui como árvores de fruto duas laranjeiras, uma tangerineira dois limoeiros, duas oliveiras, três figueiras, uma macieira, um diospireiro, uma romãzeira, uma ameixeira, três amendoeiras, dois marmeleiros e como já possuía na no espaço (antes de fazermos dele horta) dois sobreiros eles mantém-se ou não estivéssemos nós no Alentejo além de que são árvores protegidas.

Pela horta espalhamos canteiros de aromáticas e temos uma outra zona onde as cultivamos próximas. Possuímos tomilho, salsa, cebolinho, poejo, coentros, absinto, erva cidreira, orégãos, hortelã- vulgar e hortelã-pimenta, entre outras.

Pela horta semeamos cravos jarofos mais conhecidos por cravos da Índia porque são uma forma de afastar piolhos entre outros insetos nefastos.

A ladear a vedação da horta temos diversos alecrins mas também, um pouco de rosmaninho, um pé de murta e outro de jasmim e em sítios distantes quatro loureiros.

10. Apresentar um desenho/croqui da horta:

11. É feita recolha da água da chuva?

11.1. Como é feita a gestão da rega?

Apesar dos alunos de 8º ano possuírem uma proposta para o orçamento participativo da Escola, no corrente ano letivo, de aquisição de equipamento para aproveitamento de água da chuva para regar a horta pedagógica, a eleição são ocorreu por causa da pandemia, esperamos que para o ano letivo 2020/21 seja possivel avançar com um projeto similar.

12. Monitorização de pragas e doenças:

12.1. É feita monitorização de pragas e doenças? Como e com que frequência?

Como a horta está quase diariamente sobre controle quando se detetam invasores, plantas ou animais, estes são retirados da horta.
As plantas aromáticas espalhadas pela horta como a hortelã-pimenta parecem ajudar a prevenir problemas, tal como o termos semeado alhos junto a outras espécies, os cravos da Índia também tem ajudado a evitar invasões indesejáveis.
Até ao momento não temos tido grandes problemas.

12.2. Houve ataques de pragas e/ou doenças?

12.3. Se sim, quais e como foram combatidas?

13. Existem animais de criação ligados à horta?

13.1. Se sim, que espécies?

14. Assinale outras atividades que se realizam em torno da horta:

Feira na escola
Feira na comunidade
Confecção de sopas e outros pratos
Concursos
Aulas na horta
Outra

Outra, qual?

Confeção e prova de doce de abóbora da horta; chás com plantas aromáticas; projetou-se um workshop que infelizmente não pode ser efetivadodevido à pandemia..

14.1. Das que assinalou, descreva até três que considera mais significativas, referindo para cada uma o número de vezes que se realizou durante o ano, número de pessoas envolvidas, tipo de participação dos alunos, impacto na comunidade e outros aspetos relevantes:

Atividade 1:

Descrição:

Sopas com legumes da horta
A maioria dos alunos mostrou interesse em que a sopa fosse confecionada com hortícolas da horta, consideraram mais saudável e mais apetecível.
Até fevereiro do corrente ano letivo foram confecionadas na cozinha da Escola três sopas com os nossos hortícolas.

Fotografias:

Atividade 2:

Descrição:

Confeção de doce de abóbora da horta pedagógica. Foi muito relevante a participação da comunidade escolar e de alguns encarregados de educação.
Destaque para os alunos que aderiram, alguns participaram na confeção do doce, na decoração dos frascos, na ajuda em relação à prova que foi facultada a toda a Escola; houve doce oferecido, no bufete durante alguns dias.

Fotografias:

Atividade 3:

Descrição:

Aulas na horta.
Os alunos gostaram de ter aulas diferentes, local diverso da sala de aula, experiências motivadoras facilitadoras do desenvolvimento de competências.

Fotografias:

15. Outros aspetos de realce da horta:

15.1. Link para a página da horta:

https://www.facebook.com/Agrupamento-de-Escolas-de-Vendas-Novas-576738255719531