Escola EB de Landim

a nossa horta bio

saber mais sobre a nossa horta bio

Desenho/croqui da horta

1. Há quanto tempo existe uma horta na escola?

Desde fevereiro de 2019

2. Área aproximada da horta (m²)

50m2

3. Quem trata da horta?

3.1. N.º de professores envolvidos

5

3.2. Disciplinas que mais participam na dinâmica da horta

A horta pretende ser utilizada como um laboratório ao ar livre para as aulas de Matemática, Estudo do Meio e português através de atividades que despertem o interesse dos alunos no cuidado com o ambiente.

3.3. N.º de alunos envolvidos

72

3.4. N.º de funcionários da Escola envolvidos

2

4. As famílias são envolvidas?

Sim

4.1. Como e com que frequência?

O envolvimento das famílias foi feito através do enquadramento em Conselho Eco-Escolas, e através do Blogue da nossa escola. São ainda os pais que participam no fornecimento de plantas e sementes bem como em materiais para a compostagem. A continuidade deste projeto tem por base um maior envolvimento das famílias na partilha de conhecimentos, no acompanhamento do desenvolvimento da horta e na própria participação direta no cultivo das plantas.

5. Apresentar exemplos do impacto da horta na comunidade e nos alunos

Ao longo da implementação da horta verificamos que os alunos vão estando cada vez mais sensibilizados para o trabalho que aqui se realiza. O ambiente e a alimentação saudável são temas transversais às matérias abordadas nas salas. A horta proporciona diversas possibilidades de exposição destes temas e permite o desenvolvimento de ações pedagógicas em equipa, explorando a multiplicidade e interdisciplinaridade das diferentes formas de aprender e de ensinar. Neste sentido, a horta possibilita intervir na cultura dos alunos e envolver a participação dos professores em novas práticas pedagógicas. Permite ainda, consolidar os conhecimentos e fomentar o gosto e o respeito pela Natureza e pela preservação e engrandecimento do património natural da região.

6. Como é organizada a manutenção da horta e a repartição de tarefas?

Por uma questão de facilidade de manutenção e organização, a horta está dividida em parcelas, cabendo a cada turma uma parcela. Assim, cada turma é responsável pelas diversas etapas da sua parcela e por dar a conhecer às outras turmas e à comunidade o trabalho desenvolvido. O planeamento do projeto da horta foi planeado de modo a que os alunos acompanhem todas as etapas do cultivo e participem diretamente de cada uma dessas etapas.

7. Como é feita a preparação do solo?

No início do projeto e, em virtude do solo da horta, compactar com facilidade, foi necessária a sua mobilização, com auxílio da fresa tendo sido inicialmente realizada a limpeza dos detritos existentes. A preparação do solo foi feita com recurso a húmus, recolhido na localidade e terra vegetal. Houve depois o cuidado de se fazer uma planificação da horta tendo sido desde logo selecionadas as plantas a cultivar de acordo com a época de cada uma e de forma a não desenvolver pragas, antes sim a controlá-las.

8. É feita compostagem?

Sim

8.1. Se sim, como e com que materiais?

Temos um compostor onde juntamos resíduos orgânicos que as crianças trazem de casa, ou então da nossa horta como as ervas daninhas secas que são retiradas e do jardim da escola, como a relva e folhas secas, Colocamos em camadas alternadas de verdes e castanhos misturando diversos e diferentes materiais: restos vegetais, relva, palha, aparas de poda, borras de café, saquinhos de chá, folhas secas, entre outros.

9. Quais as culturas / consociações instaladas?

Quanto a hortícolas são cultivadas alfaces, couve lombarda e couve-galega, cenouras, tomateiros de tomate coração e de tomate redondo, alhos, cebolas e espinafres. Relativamente às plantas aromáticas são cultivadas cidreira, salsa, hortelã, coentros, tomilho, orégãos e alecrim. Toda a orla da horta tem plantas aromáticas para atrair os insetos auxiliares que ajudam a afastar as pragas naturais das culturas.

11. É feita recolha da água da chuva?

Sim

11.1. Como é feita a gestão da rega?

A rega é manual com a ajuda de regadores e garrafas e é efetuada ao fim das aulas, depois das 17:30 com alunos voluntários acompanhados por um dos professores responsáveis.
Sempre que existente, a água utilizada é a recolhida das chuvas em barricas colocadas para o efeito durante todo o ano.

12. Monitorização de pragas e doenças

12.1. É feita monitorização de pragas e doenças? Como e com que frequência?

Para evitar o aparecimento de pragas e doenças é feita a limpeza da horta de ervas daninhas e outras sujidades de uma forma regular/diariamente e feita à mão. Outra prática é a manutenção de diversidades de culturas tendo sido feita a seleção (cultura) de culturas adaptadas às condições da nossa região. Nas bordas dos canteiros temos hortelã, salsa, cebolinho e coentros de forma a funcionarem como repelentes para espantar algumas pragas.

12.2. Houve ataques de pragas e/ou doenças?

Não

12.3. Se sim, quais e como foram combatidas?

Nada a registar.

13. Existem animais de criação ligados à horta?

Não

13.1. Se sim, que espécies?

14. Assinale outras atividades que se realizam em torno da horta

  • Confecção de sopas e outros pratos
  • Aulas na horta

14.1. Das que assinalou, descreva até três que considera mais significativas, referindo para cada uma o número de vezes que se realizou durante o ano, número de pessoas envolvidas, tipo de participação dos alunos, impacto na comunidade e outros aspetos relevantes:

Atividade 1

Descrição

Início da horta biológica- Plantação de couves, saboia e alfaces com a colaboração de um avô de um aluno do "Clube Amigos do Ambiente".

Fotografias

Atividade 2

Descrição

Plantação de ervas aromáticas, morangueiro e uma árvore de mirtilos.

Fotografias

Atividade 3

Descrição

Em torno da horta realizam-se ações de sensibilização, uma vez por mês destinadas a alunos, e confeção de alimentos, todas as sextas-feiras (saladas, sopas e tarte de legumes) com recurso aos produtos agrícolas produzidos na horta. Assim o que as crianças comem é efetivamente o resultado do seu trabalho, o que incentiva de forma agradável o seu consumo.

Fotografias

15. Outros aspetos de realce da horta

A horta funciona como laboratório vivo para o desenvolvimento das mais variadas atividades pedagógicas em educação ambiental e alimentar, atuando como complemento para o processo ensino-aprendizagem e estimulando o trabalho coletivo entre os agentes sociais envolvidos. Torna a nossa escola mais alegre e corresponsabiliza os nossos alunos na dinamização da mesma, seja na construção dos canteiros, na seleção das plantas, no planeamento, na preparação da terra, na obtenção de mudas e sementes, no plantio e no que vão fazer com o que colherem, fazendo assim com que as nossas crianças valorizem o funcionamento da natureza por meio de uma situação concreta.
Gradualmente as famílias dos alunos vão alterando algumas práticas de cultivo e hábitos alimentares. Passou-se a falar de compostagem e a realizá-la em casa e, a valorizar práticas amigas do ambiente e da preservação dos recursos naturais.

15.1. Link para a página da horta

 

Publicado por: avatar Escola EB de Landim

Professor coordenador da horta: Renato Manuel Faria Rodrigues